Desistências de equipas, porquê?

Para a próxima época tivemos um invulgar número de desistências de equipas que aparentavam ter estrutura e que iriam figurar na 2ª divisão e 3ª divisão do campeonato nacional de futsal.

As entidades competentes – até agora – em nada se pronunciaram, não sei se é por não quererem saber ou por não quererem meter foice em seara alheia…

Para mim, é fundamental que existam clubes com mística de futsal e estrutura, mas também os chamados clubes de bandeira (que são mais “estabelecidos” pelo Futebol de 11). Quando vemos estes tipos de projectos a desistirem é muito preocupante.

Como já fui aqui escrevendo, o investimento dos clubes na segunda e terceira divisão desceu drasticamente, enquanto que na primeira teremos um nível competitivo muito interessante…

Mas porquê o desinvestimento?

Conjuntura económica?

Ganham sempre os mesmos?

A modalidade não é vendável?

Do meu ponto de vista, os três tópicos são relevantes, mas cada vez mais o nosso futsal atrai menos espectadores aos pavilhões, porque os jogos são aborrecidos com a excessiva incorporação do GR no processo ofensivo.

As pessoas pagam para ver espectáculo, e não esta cultura resultadista…

Os jogos são entendiantes, principalmente os jogos de Sporting CP, SL Benfica e SC Braga, que usam e abusam disto.

Com o talento que estes clubes têm à disposição não conseguem boas trocas de bola e sair da cabine telefónica sem o constante recurso a ações com GR subido?

Eu que nem era adepto de Andebol, prefiro neste momento ver um jogo de andebol ou ir ver jogos da LNFS (liga espanhola) ou um jogo de miúdos onde o espectáculo é obrigatório existir, do que ver estas três equipas a jogar…

Mas quem sou eu? Treinador com piores resultados na Liga Placard. Não sou professor de educação física porque ao que parece no nosso país, isso é condição necessária para ser treinador de alto rendimento.

Enfim, aquilo que se falava há 15anos, que futsal era a modalidade do futuro, onde está?

Até o Canal 11, canal da FPF (entidade organizadora da Liga Placard), prefere transmitir um jogo de Futebol de 11 do Campeonato de Portugal ou da Liga 3 a muitos jogos de futsal da Liga Placard, modalidade em que somos bi-campeões europeus e campeões do mundo.

André Martins

PS: vejam o que fizeram para o Padel ser o que é hoje…

1 Comment

  1. Marco Freitas

    Penso que é de tudo um pouco, mas acho que é o fecho de um ciclo. Fui/sou treinador há 17 anos. Corri, andei, cansei atrás do futsal. Sonhava com a Liga Placard. Os clubes usam e abusam de quem tem sonhos e por isso durante anos andei de graça nisto. Quando decidi não andar de forma gratuita,.os valores apresentados são anedóticos. Por outro lado, na Madeira, há poucas opções. Temos poucos campos para brincar ao futebol fora dos clubes. Isso afasta praticantes da modalidade. Na Madeira as equipas desistem porque o futsal não dá dinheiro. Mentira! Com patrocínios dá e muito. Mas não se quer trabalhar…

    Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *