Nota Seleção Sub-17 AF Braga

Um tema polémico, e que posso eventualmente ser prejudicado ao abordar, mas está na hora de se colocar o dedo na ferida e fazer-se algo, estou cansado de pessoas assobiarem para o lado como se tudo estivesse bem.

Durante a fase de preparação para o último Torneio Interassociações (época 2019/2020), tive diversas discussões acesas com os seleccionadores da AF Braga, em virtude da opção por efectuarem dois treinos por semana: 2ª feira e 4ª feira.

Ora, tentamos chegar nesse ano a um acordo de, em determinadas semanas os atletas fazerem os dois treinos semanais na seleção e noutras semanas apenas um, para não “castrar” os objetivos do clube no Campeonato Nacional de Futsal.

Nessa época os resultados não estavam de feição na Primeira Fase do CN Sub 17 e os plano de 2 treinos semanais da seleção, com a quantidade de jogadores que lá tínhamos nesse ano, tornava muito difícil reverter a situação pois apenas conseguíamos reunir o plantel completo e preparar a jornada seguinte um treino por semana.

Relembro: no que toca a seleções distritais, estamos perante um torneio lúdico. Como é possível os atletas serem forçados e coagidos a comparecerem nos treinos da seleção, enquanto nós (clubes) que competimos, é que temos que nos ajustar ao microciclo da seleção?

Resultado: Miúdos ameaçados com processos, clube ameaçado com multas e uma enorme confusão, dos 5 que lá andavam ficaram 2.

Desde então que tentamos agendar uma reunião para que esta época (2021/2022) isso não se passasse e houvesse uma relação saudável, colaborando para uma melhor formação dos atletas e visando o sucesso de ambas as partes. Toda e qualquer reunião foi recusada por parte dos representantes da AF Braga (departamento da Seleção Futsal Sub 17).

Devo ainda realçar que o mais caricato é como as convocatórias são realizadas… O seleccionador liga para o treinador dos clubes, para perguntar quem sugere ser observado. Ora, como não fala comigo desde a situação acima mencionada, esta época optou por ligar ao meu antigo adjunto que conhecia alguns jogadores mas outros não, dado serem reforços para a presente época. Excelente método de recrutamento e observação de talento. (devo ressalvar que antes dos ditos desentendimentos, era para mim q ligava a pedir os nomes dos atletas). Não deixa de ser curioso que nenhum dos atletas que foram convocados está entre os 5 mais utilizados no nosso plantel. E não está em causa a qualidade dos atletas seleccionados, quem esta cá tem valor!

Assim sendo, na primeira convocatória são chamados 7 atletas do nosso clube, após observação de 2 jogos nossos (jogo de apresentação e o embate com o ADC Nogueiró e Tenões, a contar para o CN Sub 17). A partir daí não observou mais nenhum jogo. Dando o exemplo da AF Porto, que não só apenas treina uma vez por semana (exceto nos dias que precedem o torneio), mas também o facto de os seleccionadores vão a diversos jogos fazer scouting…

Um Delegado do clube entrou em contato com ele para tentar que houvesse alguma flexibilidade apenas no primeiro treino semanal, dado que o nosso escalão de Sub 15 não tem capacidade de fornecer atletas para realizar o treino de 2ª feira. Disse que na semana seguinte ligava mas passaram-se 15 dias sem obter resposta. Até que o nosso Delegado pede dispensa dos atletas apenas para um único treino numa única semana em que nos esperava um jogo importantíssimo para a disputa do acesso à “Fase de Campeão” do CN Sub 17. Este pedido, como era previsível, obteve uma recusa perentóriamente, dizendo que entende a minha posição e os objetivos do clube, mas que a prioridade dele é a seleção.

Entramos então em rutura. Supostamente pelas críticas que fiz e por uma carta que redigi aos encarregados de educação vou levar com um processo disciplinar, cá o espero tranquilo da vida…

É uma vergonha para o futsal nacional o que se está a passar.

Acompanhamento zero dos seleccionadores… Prepotencia que quem faltasse aos treinos levava processo disciplinar… Convocatórias por telefone… Vamos observar jogos, atletas menos utilizados são os nossos…

Resultados muito fracos, mas como diz Jorge Braz, o que interessa é a experiência. (e concordo!)

E ainda dizem os “entendidos” que o futsal em Portugal vai de vento em popa, o que demoramos 20 anos a conseguir em 2 ou 3 vai tudo por água abaixo.

André Martins

PS: Para ajudar à festa, o adjunto da Seleção AF Braga é também treinador adjunto do SC Braga AAUM, segundo me constou já dois atletas se comprometeram com o clube, um já e o outro no final da época. Não será que existe aqui uma falta de bom senso? Daqui a pouco tempo saberemos se serão reforços ou não…

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *