Análise: Campeonato Nacional Sub 17 Futsal 21/22

Hoje vou fazer uma breve análise à 1ª Fase, Série Norte, do Campeonato Nacional de Sub 17, tendo ontem já visto as equipas apuradas para a 2ª Fase: ADCR Caxinas, CP Miranda Corvo, AD Jorge Antunes e AM Granja.

Infelizmente, tendo em conta a experiência que tenho, tendo já orientado diversas equipas neste escalão, em diversas épocas, penso sinceramente que o campeonato esteve nivelado por baixo, transversalmente a todas as equipas.

Penso que foi neste escalão que se notou mais os efeitos da paragem devido à pandemia. O elevado tempo de paragem desportiva limitou os atletas em diversos aspectos físicos, tais como o desenvolvimento da coordenação, o que por sua vez potenciou o aumento de lesões de uma forma muito significativa.

Outro problema que a pandemia provocou, principalmente no escalão Sub 17, é o facto de os índices de concentração serem baixíssimos, logo a capacidade de absorção dos conhecimentos que a equipa técnica pretende transmitir é diminuída. Vai ser um longo e processo demorado para conseguir recuperar estes atletas, se é que isso será alguma vez possível.

Após este à parte, a equipa que mais gostei de ver trocar a bola foi o SC Beira-Mar, que até não se classificou para a fase de apuramento de campeão, devido a um mau começo, mas muito bem orientada pelo João Tiago.

Infelizmente para a AF Braga tivemos um ADC Nogueiró Tenões muito abaixo das expectativas, uma vez que efectuou zero pontos ao longo da primeira fase, e do que pude observar só tinha um atleta com qualidade para atuar ao nível do campeonato nacional deste escalão.

O ADCR Caxinas voltou novamente a fazer o pleno (7 vitórias em 7 jogos), mas pessoalmente considerei uma decepção, esperava muito mais desta equipa e isso notou-se no nosso confronto, que foi surpreendentemente equilibrado.

O CP Miranda do Corvo ficou em 2º lugar, onde pude verificar que o seu capitão tem um talento incrivel, é um líder na equipa mais guerreira do nosso campeonato, que não desistem de um lance, uma equipa sempre complicada para qualquer adversário.

Relativamente à AM Granja tem alguns talentos individuais, que fazem a diferença, mas nesta 1ª fase foi uma equipa muito irregular, tanto fazendo bons jogos como maus jogos, se conseguir ser regular poderá fazer um bom percurso na 2ª fase.

O CS São João é uma equipa sempre aguerrida, à semelhança da GDC Cohaemato, e que estiveram na luta pelo apuramento até ao fim.

Relativamente à nossa equipa (AD Jorge Antunes), foram os valores individuais que fizeram a diferença, e penso que só neste último jogo é que fomos uma equipa na verdadeira acepção da palavra.

Penso que será uma 2ª fase complicada para as equipas que disputarão a fase de manutenção. Acredito que à excepção doADC Nogueiró Tenões, se não fizer ajustes, todas as equipas já demonstraram ter qualidade para disputar os lugares cimeiros.

O formato do campeonato tem de ser repensado, os atletas precisam de mais jogos, a baixa qualidade no futsal praticado por este escalão é também o reflexo de muitos jogadores serem inexperientes a este nível, competições a nível nacional.

Mas como venho insistindo nas minhas rubricas: ninguém quer saber da base da pirâmide…

André Martins


P.S. No Norte do país parece que só existe uma escola de formação, pois essa é a mensagem que passam e divulgam, dado que não andam no terreno a ver os jogos dos restantes clubes e só comentam os jogos das Seleções Nacionais, e isso desvirtua a realidade.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *